Bem vindo a AA SANTANA GÁS

Fique atento em nossas dicas, encontrando algum problema entre em contato conosco.



O que fazer quando sentir cheiro de gás?

O Gás Natural não tem cheiro. Mas ele é de maneira proposital quimicamente odorizado, para que em caso de vazamento, seja facilmente identificado.

Caso você sinta cheiro de gás, saiba como proceder:


- Não acione interruptores, nem aparelhos elétricos;

- Mantenha portas e janelas bem abertas;

- Feche os registros dos aparelhos a gás e do medidor, e não abra até que o defeito seja reparado;


Entre em contato com a AA Santana Gás imediatamente

Cuidados com equipamentos e instalações de gás.

Ao optar pelo gás natural, você vai estar adquirindo qualidade de serviços e conforto, além de uma fonte de energia muito segura. Mas é importante que instalações e equipamentos estejam em perfeitas condições, trabalhando de forma mais eficiente, durando mais e principalmente, evitando vazamentos. Seguindo algumas simples dicas pode ser sua garantia de segurança:


- Não utilize as tubulações de gás como suporte de objetos;

- Não submeta as tubulações de gás ao contato com cabos elétricos;

- Não coloque materiais inflamáveis ou corrosivos próximo às tubulações de gás;

- Feche o registro de gás após a utilização dos aparelhos;

- Feche a válvula do medidor de gás caso se ausente de sua residência por vários dias;

- Não obstrua as áreas de ventilação;

- Se a chama de gás natural apresentar uma coloração amarelada ou estiver oscilante, é sinal de má combustão. Providencie o reparo imediato;

- Na cozinha, a conexão dos fogões na instalação do gás natural, deve ser feita em tubo flexível metálico, conforme norma NBR 14177. A instalação necessita ainda, de um registro de gás em local de fácil acesso;

- Para evitar o desgaste da tubulação de gás, o que pode ocasionar algum vazamento, as mesmas não devem estar em contato com superfícies quentes e as conexões devem estar em boas condições e bem apertadas;

- Se houver falta de gás natural, por motivo diferente de corte, siga as instruções do fabricante para a abertura das válvulas, caso o fornecimento não seja restabelecido, contate o serviço de emergência autorizado;


Se sentir cheiro de gás, chame imediatamente a AA Santana Gás

Ventilação dos ambientes com equipamentos a gás.

Hoje, a CEG estabelece normas de ventilação em ambientes que possuem equipamentos a gás. Essas normas têm como objetivo promover uma circulação de ar adequada, garantindo a segurança dos usuários.


- Os ambientes onde funcionam aparelhos a gás devem ser bem ventilados – conforme norma brasileira NBR 13103 – pois, na queima do gás, o oxigênio é consumido, produzindo o monóxido de carbono – um gás que não apresenta cheiro e é altamente tóxico para os seres humanos e animais. Por este motivo, janelas e basculantes devem ser mantidos livres de obstáculos que impeçam a renovação do ar no ambiente.

- Outro cuidado importante é manter uma área superior aberta, acima de 1,5m do piso, com no mínimo 600cm². Na parte inferior, também deve haver ventilação. Esta pode ser através de um corte de 3 cm na porta ou instalação de veneziana com área mínima de 200 cm², abaixo de 0,80m do piso.


Entrem em contato com a AA Santana Gás, teremos o prazer de lhe orientar

Manutenção preventiva.

É preciso estar atento ao prazo de manutenção das suas instalações e equipamentos a gás.


Apesar de ser extremamente seguro, as instalações e os equipamentos de gás natural canalizado, devem ser inspecionados anualmente. Essa revisão periódica das instalações e equipamentos é uma obrigação do consumidor, para evitar danos futuros e assim, garantir o conforto, eficácia e segurança da utilização do gás natural. As condições de queima e exaustão dos equipamentos devem ser verificadas, na constatação de qualquer problema e o reparo deve ser imediato.


Solicite um orçamento sem compromisso

Segurança no uso.

Por ser mais leve que o ar, o gás natural se dissipa com facilidade. Os locais adaptados para o gás natural são vistoriados seguindo as principais normas de segurança brasileiras para uso de gás canalizado.

No entanto, é importante que o consumidor esteja sempre atento as condições do equipamento e a sua utilização seja cautelosa para evitar acidentes. A cada dois anos, instalações e equipamentos a gás devem ser vistoriados.

Na ocorrência de qualquer problema, como vazamento ou desgaste, por exemplo, o reparo deve ser imediato.O uso consciente do gás natural, além de garantir mais eficiência é também sinônimo de mais segurança em casa.


Apesar de não ser um elemento tóxico, o gás natural contém monóxido de carbono – produto da combustão de combustíveis fósseis que na ausência de uma ventilção adequada, se acumula e pode ser tóxico aos seres humanos e animais.

Por isso, o gás natural que não tem cheiro, recebe um odorizante químico que tem um odor característico para que possa ser detectado facilmente em caso de vazamento.

Mas, quando as condições de ventilação e o estado de manutenção dos aparelhos a gás estão em ordem, a utilização do gás natural em casa, não representa riscos ao organismo.


Realizamos exigências de auto-vistoria, exigidas pela CEG, solicite seu orçamento sem compromisso

Segurança das instalações internas.

Quando o assunto é segurança, o gás natural tem nota máxima. Mas para garantir a eficiência, é importante que as regras de instalações e equipamentos sejam rigorasamente seguidas.


Segurança interna

Assim como cuidamos das ligações elétrica e de água, existem também cuidados especiais a serem tomados com as ligações de gás, seja na Residência ou no Comércio. Tubulações, uniões e conexões por onde passa o gás natural devem estar sempre em boas condições de conservação.

Os ambientes onde funcionam aparelhos a gás devem ser bem ventilados - conforme norma brasileira NBR 13103 - pois, na queima do gás, o oxigenio é consumido. Por este motivo, janelas e basculantes devem ser mantidos livres dos obstáculos que impeçam a renovação do ar. Considere essa norma ao redecorar seu banheiro ou área de serviço, evitando que estas saídas de ar sejam bloqueadas.

Os aquecedores e boilers, além da ventilação permanente, necessitam de uma chaminé para a condução do monóxido de carbono ao exterior, por um terminal externo tipo "T", para evitar o retorno do gás ao interior do ambiente.


Realizamos exigências de auto-vistoria, exigidas pela CEG, solicite seu orçamento sem compromisso

Saiba Reconhecer o Gás Natural.

Saiba reconhecer o gás natural


Odor

Sentiu cheiro de gás? Fique alerta! O gás natural originalmente não tem cheiro, porém justamente para evitar acidentes e sua presença seja detectada em caso de vazamento, um odorante especial é adicionado, ficando assim com um cheiro característico.


Densidade

Mais leve que o ar, o gás natural se dissipa com rapidez e facilidade, minimizando eventuais riscos de acidente.


Toxicidade

Diferente do que se pensa, o gás natural não é tóxico.


Aspecto da chama

Um importante indicador da qualidade do gás natural canalizado, a chama tem coloração azul, constante e uniforme.


Realizamos exigências de auto-vistoria, exigidas pela CEG, solicite seu orçamento sem compromisso

Dicas preventivas.

- O botijão deve ficar longe de tomadas, interruptores, instalações elétricas e ralos, para onde o gás pode escoar e causar acidentes.

- Mantenha o botijão em local ventilado. Nunca dentro de armários ou gabinetes.

- Nunca deite e nem vire o botijão para saber se todo o gás foi usado.

- Não aqueça o botijão. Esses procedimentos podem causar acidentes.

- Ao sentir cheiro de gás, não acione interruptores elétricos, não acenda fósforos ou isqueiros, não fume e não mexa em aparelhos elétricos. Feche, imediatamente, o registro do botijão e abra portas e janelas, principalmente para o exterior da residência.

- Jamais instale queimador ou lampião diretamente no botijão. A proximidade da chama pode aquecer o botijão e causar acidentes graves.

- Use sempre o regulador de gás.

- Tenha muito cuidado ao utilizar botijões de 2kg, pois este não possui dispositivos de segurança anti-explosão (plug-fusível).


Realizamos exigências de auto-vistoria, exigidas pela CEG, solicite seu orçamento sem compromisso

Cuidados na Compra do Botijão.

- Compre os botijões somente em representantes autorizados, garanta a boa procedência e a qualidade do seu botijão.

- Não aceite botijão enferrujado, com amassamentos acentuados, alça solta ou a base danificada.

- Observe se há vazamento na válvula.

- Veja a existência do rótulo de instruções e o lacre sobre a válvula com a marca da companhia de gás.

- Nunca compre botijões de gás distribuídos por pontos de vendas clandestinos.


Realizamos exigências de auto-vistoria, exigidas pela CEG, solicite seu orçamento sem compromisso

A conexão dos fogões.

A conexão dos fogões à instalação deve ser em tubo flexível metálico. A instalação deve possuir um registro de gás, em local de fácil acesso.

Para evitar deteorização que pode causar escapamento de gás, o tubo flexível não deve estar em contato com superfícies quentes e as conexões devem estar em boas condições e bem apertadas.


Realizamos exigências de auto-vistoria, exigidas pela CEG, solicite seu orçamento sem compromisso

Manutenção da tubulação de gás.

Todos os elementos por onde passa o gás em uma instalação: as tubulações, as uniões e conexões, os aparelhos a gás devem estar em boas condições de conservação.


- Não utilize as tubulações de gás como suporte de outros objetos.

- Não submeta as tubulações de gás ao contato com cabos elétricos.

- Não coloque materiais inflamáveis ou corrosivos próximo às tubulações.

- Feche o registro de gás após a utilização dos aparelhos.

- Feche a válvula do medidor de gás caso se ausente de sua residência por vários dias.


Realizamos exigências de auto-vistoria, exigidas pela CEG, solicite seu orçamento sem compromisso

Vistoria periódica das instalações e equipamentos a gás.

Periodicamente deve ser feita uma vistoria das instalações e equipamentos a gás, através de uma empresa instaladora especializada, ou serviço técnico. Caso detectem algum defeito na vistoria, é prudente que este seja reparado imediatamente. Não espere ter problemas. Previna, faça a vistoria periódica de sua instalação e equipamentos a gás.


Realizamos exigências de auto-vistoria, exigidas pela CEG, solicite seu orçamento sem compromisso